Skip to main content

10 Principais Tendências de Marketing que Moldam o Futuro

Não há tempo para esperar. O futuro já está aqui. Se você ainda não está pensando no futuro do marketing e da martech, então você vai ficar para trás rapidamente. Confira algumas das tendências de marketing que continuarão a moldar o futuro nos próximos anos.

Inteligência Artificial

A IA está basicamente em todo lugar hoje em dia e essa tendência vai continuar no futuro. Atualmente, você pode encontrar IA em serviços como criação de conteúdo, chatbots, motores de busca, análise de dados, processamento de linguagem natural, personalização, e muito mais. A maioria das empresas planeja aumentar seu investimento em IA, pois ela tem muitos benefícios: melhor experiência do cliente, produtos e serviços mais inovadores, maior economia de custos, maior produtividade e melhor tomada de decisões.

À medida que a aprendizagem de máquinas e o aprendizado profundo se tornam mais avançados, veremos muito mais IA no futuro.

Marketing Conversacional & Chatbots

A ascensão da IA pode ser ótima para negócios e processos, mas quando se trata de interagir com as pessoas, pode soar muito como uma máquina.

As pessoas não querem apenas respostas imediatas, elas querem interagir de forma conversacional - como fariam com uma pessoa real. Isso pode tornar o trabalho de um comerciante um pouco mais difícil, já que a IA tem seus limites. Mas se você tem interagido com um chatbot ultimamente, você pode ver que as coisas estão melhorando.

Usando uma IA mais avançada, as empresas também são capazes de criar vídeos e e-mails mais personalizados, e fornecer assistentes de vendas virtuais. Tudo isso permite que as empresas conheçam os clientes em seus próprios termos: quando, como e onde eles quiserem.

 

Marketing por Voz

Não faz muito tempo, a única maneira de interagir com os dispositivos era através de texto. Agora, você pode interagir com muitos dispositivos usando apenas a sua voz.

Alexa, Siri e Google Nest têm aumentado imensamente as interações de voz.

Está à procura de algo? Basta perguntar à Siri. Quer comprar um novo gadget? Basta pedir ao Google para encontrá-lo para você e comprá-lo.

Algumas marcas já estão fazendo isso. O pedido de voz do Walmart permite aos clientes escolher produtos e adicioná-los ao carrinho, apenas através de comandos de voz. O AmazonFresh também permite que os clientes comprem através do Alexa.

 

Pesquisa Visual

A pesquisa visual leva o marketing por voz um passo à frente.

As pessoas não querem mais ter que descrever algo, em voz ou texto, usando palavras-chave específicas para encontrar o que estão procurando. A coisa mais fácil a fazer é apenas pesquisar usando uma imagem. Isto tem sido possível desde o final dos anos 2010, com diferentes graus de sucesso.

Com melhorias na IA, Google Lens, Pinterest Lens e Amazon StyleSnap agora pode pesquisar através de bilhões de imagens para encontrar o que alguém está procurando com muito mais precisão.

A ASOS já está usando esta tecnologia para encontrar um produto exato ou um produto similar no mesmo estilo, baseado em uma imagem.

Publicidade Programática

A publicidade programática já é considerada uma boa prática por muitos, mas existem outros especialistas em publicidade digital que ainda confiam nas opções de licitação manual.

Como a IA continua a evoluir, está a tornar-se mais fácil trabalhar com publicidade automatizada, bem como confiar que ela é suficientemente precisa para ajudar a gerar leads ou a aproveitar ao máximo o seu orçamento.

XR

XR (eXtended reality), o termo de referência para AR/VR/MR, tem vindo a ganhar terreno no marketing ao longo da última década.

É mais frequentemente visto nos jogos e em diferentes recursos telefônicos como filtros, mas você também pode encontrar empresas que o utilizam em seu benefício.

O IKEA Place é um bom exemplo disso. A sua aplicação AR permite que as pessoas coloquem os móveis IKEA nos seus quartos para ver se tem o tamanho e estilo adequados às suas necessidades.

Muitas marcas que utilizam XR viram que a tecnologia cria a possibilidade de experiências mais realistas, personalizadas e envolventes que permitem às pessoas ligarem-se emocionalmente a uma marca, aumentando a fidelidade à marca e aumentando o número de compras.

Análise Predictiva e Aumentada

Não há dúvida - os dados se tornaram uma das maiores mudanças no marketing nos últimos 10-15 anos. Sem dados confiáveis e precisos, até mesmo as melhores idéias de marketing lutam para sair do chão.

Esta tendência é praticamente imparável neste momento. A IA e a ML tornaram ainda mais possível com análises preditivas e analíticas aumentadas.

Como o nome sugere, a análise preditiva funciona para ajudar as empresas a prever o futuro. Em termos de marketing, isso significa uma aquisição de leads mais sofisticada, segmentação de clientes e personalização.

A análise ampliada ajuda a automatizar a preparação e compartilhamento de dados, facilitando o trabalho com conjuntos de dados maiores.

Marketing sem código

Nada pode ser mais frustrante para um comerciante do que saber o que precisa ser feito, mas não ter as habilidades técnicas para fazer isso acontecer.

Normalmente, a nova martech é criada por equipes de desenvolvimento de software. E, embora sejam sempre necessárias, agora os marqueteiros podem tirar proveito de nenhuma opção de código.

Ativos digitais, aplicativos, análises e fluxos de trabalho podem ser todos criados com pouca ou nenhuma habilidade de desenvolvimento.

Publicidade baseada em localização & publicidade baseada em RA

Todos nós já estivemos lá antes - falando casualmente sobre um produto com um amigo ou apenas fazendo uma simples pesquisa no Google para ele, e então nesse mesmo dia começamos a ver anúncios para ele no Facebook, Instagram, e YouTube. Pode ser um pouco assustador e irritante, mas é o futuro da publicidade.

Com o IoT, mais e mais dispositivos estão conectados a redes. Isso torna possível que os anúncios sejam ainda mais personalizados.

Imagine que o mesmo produto aparece em outdoors digitais quando você passa, ou como um anúncio durante seu podcast favorito, ou mesmo como uma sugestão de experiência AR quando você está no seu telefone.

Os anunciantes poderão personalizar a publicidade com maior precisão com base no comportamento, localização e hora de alguém.

Publicidade na interface do cérebro

Colocar anúncios directamente na mente de alguém pode parecer ficção científica, mas pode estar mais próximo da realidade do que pensamos.

O primeiro passo nesta nova forma de marketing pode ser o Neuralink de Elon Musk. Ao inserir fios do tamanho de mícron em certas áreas do cérebro, as pessoas poderiam, teoricamente, fazer interface com computadores e dispositivos.

Quem sabe o que virá deste tipo de ligação, ou se as pessoas vão mesmo aceitá-la, mas é o próximo passo lógico no campo do neuromarketing.

Não importa o que aconteça, o futuro do marketing é definitivamente digital. Que tendências você já está explorando? Diga-nos. E se você precisar de uma pequena ajuda para descobrir tudo isso, confira nosso guia.